Em Guarani: apreende pacotes de cigarros, mídias piratas e droga

Na quarta-feira (19), em Guarani, a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu oito mandados de busca e apreensão em estabelecimentos que estariam receptando cigarros de origem estrangeira. De acordo com o delegado Rafael Ramos Nalin, foram apreendidos cerca de 97 pacotes de cigarros do Paraguai, várias mídias piratas e uma bucha de maconha.

Um homem de 53 anos e uma mulher de 46 anos foram autuados nos crimes de receptação e de venda de cópias de mídias com violação aos direitos autorais e, posteriormente, encaminhados ao presídio. Já os conduzidos de 55 e 70 anos foram autuados pelo crime de receptação, além de um homem de 48 anos, autuado nos crimes de receptação e porte de droga para consumo próprio.

A ação também contou com apoio de policiais civis de Ubá, Tocantins e Rio Pomba.

Com informações da Assessoria de Comunicação – PCMG
Publicado em 20 de julho de 2017

Exportação de carne para os EUA pode ser retomada em até 60 dias, diz ministro

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, disse ontem (17) em Washington que a exportação de carne in natura para os Estados Unidos pode ser retomada em breve. “Eu penso que o mais rápido possível, em um horizonte de 30 a 60 dias, eu acho que é possível”, afirmou. Ele também disse que “não há qualquer objeção política por parte do governo americano de continuar esse mercado aberto para o Brasil”.

O ministro viajou ao país para discutir com as autoridades norte-americanas a retomada de exportações da carne brasileira, suspensa desde o fim de junho. Segundo Blairo Maggi, é preciso aguardar “posições técnicas”, uma vez que mudanças no padrão de produção da carne exportada aos Estados Unidos já foram implementadas pelos frigoríficos brasileiros e apresentadas aos técnicos norte-americanos.

“Como eu tenho certeza que as mudanças que nós fizemos são tecnicamente aceitáveis, mudam muito o patamar que estava antes, então eu fico muito animado porque sei que elas serão reconhecidas pelos técnicos americanos. E, assim que forem aceitas, nós voltaremos ao mercado”, disse.

Os Estados Unidos anunciaram no último dia 22 de junho que iriam suspender a importação de carne brasileira por questões fitossanitárias. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o motivo seria a maneira como a vacina contra a febre aftosa é aplicada no Brasil, que poderia deixar abscessos em pedaços grandes de carne, especialmente na parte dianteira do animal.

O ministro também afirmou que alguns cortes exportados continham pedaços de osso. Segundo ele, como o Brasil é livre de febre aftosa com vacinação, “acende um sinal amarelo aqui”. “Isso é preocupante porque nenhum país que é livre de febre aftosa com vacinação pode exportar peças com osso”, explicou.

Para solucionar a questão, bastaria que os frigoríficos vendessem a carne em pedaços menores. Segundo o ministro, “aqueles achados que ocorreram, que trouxeram esse impedimento de entrar no mercado americano, não acontecem mais”. Blairo Maggi afirmou que os frigoríficos brasileiros já possuem o equipamento necessário para fazer a alteração no corte das carnes.

O mercado dos Estados Unidos foi aberto ao Brasil em setembro de 2016, após 17 anos de negociações. Segundo o Mapa, entre janeiro e maio de 2017 foram exportadas mais de 11 mil toneladas, o que representa cerca de US$ 49 milhões.

Carne Fraca

Sobre denúncias reveladas na Operação Carne Fraca de que fiscais do ministério poderiam estar recebendo pagamentos indevidos por parte de frigoríficos e empresas como a JBS, o ministro disse que “o governo brasileiro já está preparado para fazer as substituições necessárias daqueles nomes que forem envolvidos”. As atividades da JBS chegaram a ser suspensas após a deflagração da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investigou um esquema de suborno a fiscais agropecuários para liberação da venda de carnes inadequadas para o consumo. Logo que a operação foi iniciada, mais de 30 servidores foram afastados de suas funções.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 18 de julho de 2017

PCMG cumpre mandado de prisão em Tombos

Nesta quinta-feira (13), a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu, em Tombos, um mandado de prisão preventiva decretado pelo Poder Judiciário da Comarca, por meio de representação formulada pela autoridade policial da 38 ª Delegacia de Tombos, delegado Diêgo Candian. Na ação, foi preso um homem de 31 anos, suspeito de traficar entorpecentes.

De acordo com informações da autoridade policial, essa prisão decorreu da operação “Antídoto”, deflagrada no dia 23 de junho. “Na qual foram cumpridos três mandados de busca e apreensão na residência do investigado, onde foram apreendidos 13 tabletes/barras médias de ‘cannabis sativa de lineu’, vulgarmente conhecida como ‘maconha’, bem como apetrechos para o tráfico como sacolés, ‘dichavador’ para preparar maconha, embalagens e recipientes utilizados para ocultar a maconha”, informou.

Ainda segundo o delegado Diêgo Candian, o homem encontra-se preso e à disposição da Justiça.

Com informações da Assessoria de Comunicação – PCMG
Publicado em 15 de julho de 2017

AÇÕES EM JUIZ DE FORA E RIO PRETO

PCMG APURA ROUBOS EM JUIZ DE FORA

Na tarde desta terça-feira (11), Polícia Civil de Minas Gerais divulgou informações acerca da identificação de três pessoas, de 17, 24 e 32 anos, suspeitos de dois crimes ocorridos na última quarta (05). Entre eles, uma tentativa de roubo – no Bairro Altos dos Passos – e um roubo consumado, no Centro. No primeiro caso, o porteiro do prédio percebeu a atitude dos suspeitos e chegou a acionar a Polícia. Já no segundo, os mesmos investigados teriam arrombado um apartamento e subtraído joias, bem como dinheiro das vítimas.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos (DERR), delegado Rafael Gomes, no dia 06 de julho, os dois homens, de 24 e 32 anos, foram presos por posse ilegal de arma de fogo, no bairro Cruzeiro do Sul, e conduzidos até a 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora, onde tiveram a prisão ratificada, sendo encaminhados ao Ceresp. Em seguida, as investigações prosseguiram na DERR para apuração da participação dessa dupla em roubos na cidade, bem como o envolvimento de uma adolescente no caso. “Durante as investigações, foram intimadas as vítimas e as testemunhas dos roubos, resultando no reconhecimento pessoal desses suspeitos como autores”, explicou.

Ainda de acordo com a autoridade policial, será solicitada a prisão preventiva dos investigados, bem como a internação da adolescente.

OPERAÇÃO “INFILTRADOS: preso em flagrante suspeito de tentativa de furto em Juiz de Fora

No final da tarde da terça-feira (11), a Polícia Civil deflagrou mais uma ação da operação “Infiltrados” que culminou na prisão em flagrante, por tentativa de furto, de um homem de 42 anos, na Avenida Getúlio Vargas, em um ponto de ônibus do centro de Juiz de Fora.

Investigações apontam que ele atuava na região subtraindo objetos de bolsas e mochilas de pessoas que passavam no local. No dia 06 de julho, a PCMG também prendeu em flagrante, por furto, um homem de 56 anos, no centro.

Após apurações, policiais civis da 7ª Delegacia atuaram mais uma vez infiltrados, acompanhando alvos, quando foi possível abordar o investigado tentando abrir a bolsa de uma jovem de 20 anos.

O homem foi conduzido até a 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora, onde teve a prisão ratificada por tentativa de furto. Posteriormente, ele foi encaminhado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora.

De acordo com o delegado Márcio Savino, as diligências prosseguem com a finalidade de coibir furtos na área central.

OPERAÇÃO “ATALAIA” É DEFLAGRADA EM RIO PRETO

A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou, nesta quarta-feira (12), em Rio Preto, a operação policial “Atalaia” – nome referente ao local onde ocorreu ação, Bairro Atalaia – que culminou no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão, visando a reprimir e desarticular possíveis locais de pontos de vendas de drogas. De acordo com o titular da 12ª Delegacia da Comarca de Rio Preto, delegado Thiago Soares Marty, a ação foi possível após denúncias e teve a finalidade de coibir os crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico na região.

A operação policial contou com a participação de aproximadamente 17 policiais civis, das Delegacias de Rio Preto, Lima Duarte e de Juiz de Fora, bem como de dez policiais militares, além de três agentes penitenciários com dois cães. As equipes efetuaram buscas no local e apreenderam R$854, de procedência duvidosa, que estava com um homem de 28 anos. A quantia foi arrecadada e depositada em conta bancária do Poder Judiciário e o investigado conduzido até a Delegacia para prestar esclarecimentos. Além disso, também localizaram um pássaro da fauna silvestre, popularmente conhecido como trinca-ferro, que estava sem anilha.

Segundo a autoridade policial, as investigações prosseguem.

Com informações da Assessoria de Comunicação – PCMG
Publicado em 15 de julho de 2017

Rodrigo Maia marca para 2 de agosto votação da denúncia contra Temer no plenário


Brasília – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante cerimônia de entrega da Medalha Ordem do Mérito da Defesa, no Clube do Exército (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anunciou que a votação do parecer contrário ao prosseguimento da denúncia contra Michel Temer ocorrerá no proximo dia 2 de agosto, após o recesso parlamentar. De acordo com ele, a decisão foi tomada após um acordo feito com as lideranças do governo e da oposição, logo depois de ter sido aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o relatório que recomenda o arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva.

O entendimento das lideranças, segundo Maia, é que nao haveria quórum para que a votação fosse aberta nesta sexta (14) e nem na próxima segunda-feira (17), quando se inicia o recesso. “Eu estava disposto a votar na segunda, mas os líderes da oposição e do governo optaram pelo dia 2 de agosto”, disse.

Para que a Câmara autorize que a denúncia apresentada pela PGR seja analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), são necessários os votos de dois terços da Casa, o que representa 342 deputados. De acordo com o presidente, a votação pode ser iniciada assim que 342 dos 513 deputados estiverem presentes em plenário.

A sessão está marcada para ter início às 9h. “Espero que no dia 2 e agosto à noite a gente possa ter esse asusnto encerrado”, disse o presidente. Maia explicou ainda que, antes da votação, deverão ser dados 25 minutos para que o relator do parecer e a defesa do presidente exponham seus argumentos novamente.

CCJ

Na tarde de hoje (13), a CCJ votou dois pareceres diferentes a respeito da denúncia apresentada pela PGR contra Temer. O primeiro, de autoria de Sergio Zveiter (PMDB-RJ), era a favor da admissibilidade da denúncia e foi rejeitado por 40 votos a 25. Já o segundo parecer pelo arquivamento da denúncia, apresentado pelo deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), foi aprovado por 41 votos a 24.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 13 de julho de 2017